IMG_0130

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Luís Filipe das Neves Santos

Data de nascimento:
11/21/1966

Naturalidade:
Benfeita – Arganil

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Fui um jovem muito activo politicamente. Militante da JCP, participei nas organizações estudantis e fui dirigente dos Pioneiros. Essa militância política culminou na minha ida para a ex-URSS para tirar um curso superior. O contacto com a realidade soviética provocou em mim uma enorme desilusão e deixou-me ideologicamente órfão. De tal forma, que regressei ao fim de um ano para cursar Engenharia Electrotécnica na FCTUC. Nunca deixei de ser um homem de esquerda, mas a minha participação política limitava-se ao depósito do voto nos actos eleitorais. Contudo, vendo o meu país a desmoronar-se e os jovens a terem que emigrar; assistindo ao colapso dos serviços públicos e ao agravamento das assimetrias sociais; decidi que era o momento de descruzar os braços e ter uma participação na mudança que urge. A candidatura cidadã Livre/Tempo de Avançar é o projecto onde quero participar para efectivar essa mudança. Fiz a minha carreira profissional na indústria e na formação profissional. Actualmente, a minha saúde impede-me de trabalhar, pelo que tenho um pedido de reforma por invalidez.

Apresentação da candidatura
Candidato-me às primárias da candidatura cidadã Livre/Tempo de Avançar porque acredito que o seu programa e a sua estratégia são o melhor caminho para tirar Portugal da crise em que mergulhou. Na realidade, a abertura de pontes de diálogo à esquerda é a única forma de criar uma solução governativa que saia das próximas legislativas com um programa alternativo, virado para as soluções dos problemas das pessoas e do país. Há que parar de vez com a austeridade, que comprovadamente agrava os problemas existentes e cria novos. É preciso acabar com o saque dos serviços e empresas públicas, combater eficazmente as desigualdades sociais, restabelecer o direito ao trabalho e um trabalho com direitos, renegociar a nossa dívida para cessar com a sangria de recursos essenciais ao investimento e criação de emprego, redistribuir mais justamente a carga fiscal aliviando os impostos sobre o rendimento do trabalho, lutar ferozmente contra a corrupção e os paraísos fiscais, melhorar a qualidade da nossa democracia e incentivar os portugueses a ter participação activa. As políticas de desenvolvimento devem estar alicerçadas em critérios de sustentabilidade ambiental. Boa parte do nosso futuro passa pela alteração da política europeia. Também aqui é necessário o estabelecimento de pontes de diálogo para acabar com as políticas de austeridade e fazer ressurgir políticas de coesão, solidariedade e desenvolvimento sustentado. Deve ser criado a nível europeu um programa de investimento com vista ao desenvolvimento económico e criação de emprego. É urgente um debate a nível europeu para a melhoria da democracia das instituições europeias.

Áreas de intervenção preferenciais
Economia e Industria

Como pensa interagir com os eleitores?
Como homem do povo, pretendo ouvir o Homem comum, sentir as suas necessidades e anseios e ouvir as suas propostas. Pretendo ainda reunir-me regularmente com sindicatos e comissões de trabalhadores, associações cívicas e culturais, organismos públicos, associações empresariais e empresas. Inevitavelmente, nos dias que correm, as redes sociais são um importante recurso para o contacto com o eleitores, não só para a divulgação de ideias, programas e actividades, mas também para auscultar os seus problemas, anseios e sugestões.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Leiria
Círculo de Coimbra

No Facebook: https://www.facebook.com/luis.santos.92123
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de: Luís Santos