IMG_0540

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Sara Filipa Salvaterra Recharte

Data de nascimento:
6/14/1991

Naturalidade:
Lisboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Nasci e cresci no Seixal e desde cedo percebi que a vida não dá a todos o que todos esperavam que a vida tivesse para lhes oferecer. Na Universidade Nova de Lisboa estudei Comunicação e aí consegui perceber que a vida deve dar-nos bem mais do que aquilo que esperamos que nos dê. Ali vi colegas lutando todos os dias, fazendo opções, por se manterem no ensino superior. Na Associação de Estudantes da Faculdade trabalhei durante dois anos em Políticas de Educação e Ação Social, um ano na Associação Académica de Lisboa na mesma área ao lado dos estudantes e pelos estudantes, por uma universidade pública e de qualidade. Comecei a minha vida profissional também no ensino superior e neste momento colaboro com a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da NOVA na área das relações internacionais, insituição onde me debruço, como estudante de Literatura. É no LIVRE/TEMPO DE AVANÇAR que encontro a consagração da convergência da esquerda para tirarmos a política da austeridade e a austeridade da política. Para em pleno avançarmos com a defesa do futuro, sem nunca esquecer que é no encontro de todos os quadrantes da sociedade civil, nas pessoas e na defesa dos direitos fundamentais que encontraremos o caminho. Candidato-me pelo círculo de Lisboa por ser aqui que tenho desenvolvido a minha atividade política, por Setúbal, a minha região de origem, e pelo círculo de Santarém, por aqui ter raízes que quero prolongar no tempo.

Apresentação da candidatura
Ser português. Uma forma de se ser e de se estar. Um lugar de onde se vê o mundo, como Vergílio Ferreira nos ensinou que era a nossa língua. Vivemos numa democracia ainda jovem e com tanto ainda para fazer e para se avançar. Com tanto para reconstruir, no caminho de uma revolução que os nossos pais e avós nos relembram todos os dias. Algo vai mal quando nos tiram o direito de ser em todas as dimensões da nossa individualidade. Quando por nós se decide quais são os nossos direitos como podemos viver a nossa vida privada. Quando nos tiram o direito à terra e não a podemos trabalhar e preservar de forma digna. Quando nos dizem que os tempos não estão para termos direito a cuidar de nós com acesso a cuidados de saúde de qualidade e que respeitem a vida humana. Algo vai mal no país em que querem tirar-nos o direito a sermos felizes. A conciliação da vida política portuguesa com a sociedade civil é urgente para que possamos recuperar o direito à nossa Portugalidade. É necessário que tenhamos um Portugal que se respeite e nos respeite, para caminharmos de braço dado com uma Europa que no discurso do governo em funções parece estar na margem oposta do rio, a tantos quilómetros de distância. Somos Europa. E queremos ser mais. A preservação da terra e do mar tem de ser um vetor fundamental nas decisões futuras pela sustentabilidade dos nossos recursos e do nosso património. E por património, a cultura. Nos ministérios, nas autarquias e nas ruas, as políticas culturais não podem ser um capricho para quando tivermos a carteira cheia, já que o que somos e para onde vamos é uma prioridade e não um compromisso que queiramos ver adiado tanto quanto possível e que tem de assentar num sistema de ensino superior e ciência válido e em que queiramos apostar mais e mais e mais. Somos portugueses. Mulheres e homens de raça e de corpo que não podem viver amarrados à mediocridade de políticas pouco transparentes e que em nada nos representam. Por Portugal. Vamos avançar.

Áreas de intervenção preferenciais
Direitos Humanos, Cultura, Educação, Ciência

Como pensa interagir com os eleitores?
Apresentando publicamente em espaços de discussão públicos, especialmente a universidade, onde mais tempo passo, a alternativa que o LIVRE/TEMPO DE AVANÇAR traz à vida política portuguesa e a força que as suas linhas programáticas assumem na mudança do rumo do país nas próximas legislativas

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Santarém
Círculo de Lisboa
Círculo de Setúbal

No Facebook: https://www.facebook.com/sara.recharte
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de Sara Recharte