Carla Félix Silva

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Carla Sofia Félix Magalhães Silva

Data de nascimento:
12/11/1982

Naturalidade:
Lisboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Acredito no envolvimento das comunidades no Desenvolvimento Económico – na voz das pessoas encontramos respostas para os seus próprios desafios ou para o desenho de ações ou políticas de desenvolvimento. Este lema inspira-me no meu trabalho com a sociedade civil em Portugal, na Europa e como consultora em economia social no Banco Africano de Desenvolvimento nos últimos oito anos em países como Tunísia, Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Gâmbia, Tanzânia, e Timor- Leste. Sou licenciada em Relações Internacionais pela Universidade Técnica de Lisboa desde 2006. As competências académicas e técnicas anunciadas são consubstanciadas por uma elevada capacidade de análise, um elevado ritmo de adaptação e produção, de forma independente ou integrada numa equipa. Ainda que a minha língua nativa seja o Português, sou fluente em Inglês, bem como em Francês e Espanhol. Estou confiante que as minhas competências, bem como as minhas experiências profissional e internacional, me concedem os requisitos necessários para contribuir ativamente, ao serviço de Portugal e dos Portugueses.

Apresentação da candidatura
Atualmente, o desequilíbrio gritante entre aqueles que têm poder e aqueles que não o têm, ameaçam claramente direitos fundamentais, que já tomávamos como garantidos. A minha geração cresceu com o acesso a essas oportunidades e direitos, conquistados arduamente no passado, e cuja ausência ameaça agora a prosperidade de gerações futuras. Por ter sido uma privilegiada por essas conquistas, no que diz ao acesso à educação e à saúde (sem que isso dependesse do meu nome de família ou suas posses) sinto que é agora o momento de contribuir na luta contra a falta de oportunidades e direitos, num mundo que ostenta abundância. Assim sendo venho propor-me a contribuir com a minha energia e os meus conhecimentos, quer a nível internacional, quer a nível nacional, a favor de causas como: a luta contra a alineação daqueles que “têm menos; a luta pelos Direitos Humanos (em particular das crianças, dos jovens e das mulheres); a luta pela preservação do ambiente e crescimento sustentável; a luta pela defesa do direito ao trabalho digno e para todos. É inevitável concluir que os fenómenos, sociais, económicos e ecológicos estão interligados e derivam de decisões políticas no âmbito do sistema económico vigente. É urgente mobilizar as pessoas no sentido de uma cidadania ativa, a fim de desafiar os poderes instalados. O meu apelo dirige-se a todos aqueles que acreditam na defesa dos Direitos Humanos, e no papel da Sociedade Civil, que recupera o poder para as mãos dos cidadãos. Todos juntos podemos combater as causas da desigualdade. Todos juntos podemos pressionar o governo com o objetivo de melhorar a sua governação e defender a utilização construtiva da renda do Estado, garantindo o acesso público aos serviços essenciais, como a Saúde e a Educação. Todos juntos podemos apelar à justiça no acesso às oportunidades de trabalho digno. Todos juntos podemos apelar a uma maior cooperação entre todos os cidadãos a nível local e global.

Áreas de intervenção preferenciais
Atendendo a minha experiência académica / profissional a minha intervenção seria mais informada e mais útil no âmbito de: Relações Internacionais e Cooperação para o Desenvolvimento (Negócios estrangeiros e comunidades portuguesas); Segurança Social e Trabalho; Educação; Ética, Cidadania e Comunicação.

Como pensa interagir com os eleitores?
Eu penso que todos os meios tecnológicos serão úteis neste processo. A consulta e a comunicação com os cidadãos será priviligiada pela troca de correio electrónico, o recurso ao facebook e quaisquer outras formas de chat interativo – todos estes instrumentos serão formas inevitáveis de recolha de pedidos / perguntas e respostas. Contudo, e para que o domínio da tecnologia não se torne um ponto de exclusão, a correspondência tradicional, telefone, bem como reuniões presenciais periódicas, farão parte da equação (atendendo a que a distância geográfica entre ambas as partes o permita).

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Fora da Europa
Círculo de Lisboa

No Facebook:
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de Carla Félix