Fotografia

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Rui Alberto Amaral Mendes

Data de nascimento:
10/11/1975

Naturalidade:
Oliveira do Douro

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Rui Amaral Mendes. Professor Universitário na Universidade Católica Portuguesa – onde sou Coordenador do Mestrado Integrado em Medicina Dentária e Director Clínico da respectiva Clínica Universitária – e na Case Western Reserve University, Cleveland, Ohio. Licenciado pela Universidade do Porto e Doutorado pela VU Universiteit Amsterdam. Fui dirigente associativo durante os anos 90, período no qual colaborei activamente na contestação às propinas e às Leis de Financiamento do Ensino Superior. Fui Presidente da Direcção da Associação de Estudantes da minha Faculdade (FMDUP) durante 5 anos, Vice-Presidente da Federação Académica do Porto, Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Federação Académica do Porto, Representante dos Estudantes no Conselho de Avaliação da Fundação das Universidades Portuguesas e representante dos estudantes nas diversas secções do Senado da Universidade do Porto. Fui militante do Partido Socialista depois de terminada a licenciatura e abandonadas todas as minhas prévias funções associativas. Fui igualmente membro de Comissão de Honra da (Re)Candidatura de Jorge Sampaio à Presidência de República.

Apresentação da candidatura
Vivemos num tempo balizado por 2 palavras que cumprem uma função quase dialéctica: a CRISE (problema) e a AUSTERIDADE (solução). Pese embora a dimensão global das suas causas e consequências profundas, somos chamados a acreditar que nada existe para lá desse providencial “pensamento único” neoliberal, em que a CIDADANIA sucumbiu à voraCIDADE,do consumo e onde existia o cidadão hoje apenas habita essa espécie de “homem unidimensional” descrito por Marcuse, figura comprometida, implicada, subjugada aos bens que consome. A inépcia e a falta de visão estratégica é um fenómeno assaz confrangedor, pela sua dimensão global, mas, acima de tudo, pela incapacidade de gerar acções substantivas que conduzam à alteração do “status quo”. Ainda assim, preocupa-me, essencialmente, a letargia que parece perpassar transversalmente toda a sociedade – não exclusivamente a nacional -, traduzida numa espécie de desencanto pós-moderno. Dizem-me que a consciência histórica se encontra em extinção. Recuso o diagnóstico!, mas preocupo-me quando constato que a Portugal e à Europa apenas é oferecida uma visão que decorre de modelos éticos abastardados e de personagens acéfalos puristas que pugnam por uma espécie de meritrocracia sociológica redentora, procurando modelar as gerações do futuro para se converterem em empreendedores entregues a rituais de canabalização nos escombros do que foi uma Europa Social, feita de Nações… quiçá à espera de uma sentinela! Quero reencontrar um amor pela Liberdade, resgatada na valorização daquilo que nos está a ser sonegado: a valorização da Saúde, da Justiça, da Educação e da Ciência, da Cultura e das Artes. Vivemos tempos conturbados. Todavia, talvez por isso mesmo, importa que aceitemos a convocatória para agitarmos as consciências, questionarmos paradigmas e sermos homens e mulheres avançando na construção de um caminho alternativo, animados de um profundo amor à liberdade e à dignidade humana. Rui Amaral Mendes

Áreas de intervenção preferenciais
Educação e Cultura Saúde Ciência

Como pensa interagir com os eleitores?
Hoje em dia as redes sociais – Facebook, Twitter, Skype – constituem um veículo particularmente ágil de transmissão (bidireccional) de ideias, visando o estabelecimento de canais de comunicação activos. Todavia, o mundo virtual não se deve substituir ao contacto pessoal, pelo que importa que o trabalho parlamentar seja também um trabalho de proximidade efectiva no terreno.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo do Porto

No Facebook: https://www.facebook.com/ramaverick75
No Twitter: https://twitter.com/AMARALMENDES
Site pessoal ou blog: http://porto-fragil.blogspot.pt/

Proponentes de Rui Amaral Mendes