foto Ana Luís Bogalheiro

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Ana Luís Pinto Domingos Bogalheiro

Data de nascimento:
8/13/1982

Naturalidade:
Peraboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Sou natural do concelho da Covilhã, de onde me ausentei vários anos. Primeiro para seguir os estudos em Coimbra e de lá para a Alemanha onde estudei Artes Liberais no então European College of Liberal Arts actual Berlim Bard College. Durante esse ano dei-me conta que o meu futuro profissional não passava por sociológia (disciplina que ainda hoje admiro ) mas sim numa àrea mais proxima ao Desing. Depois de vários cursos de alemão decidi concorrer a uma universidede no Reino Unido – Hereford College of Arts e sou aceite em Design de Espaços, daí passei para Arquitectura de Interiores na University of Wales, Cardiff Institute. Quando regressei a este cantinho do mundo, torna-se obvio que aqui havia muito para fazer e muito para aproveitar. Algum tempo depois do meu regresso tornei-me co-fundadora de uma plataforma de apoio à promoção das artes e artistas e tornei-a minha bandeira, esperando que o pouco que posso mudar se torne um pouco mais.

Apresentação da candidatura
Queremos mais e melhor, e humildemente consideramos que merecemos. Fomos fustigados por um primeiro êxodo nos anos 60 e 70 para terras estrangeiras e depois, ainda que o fluxo diminuísse, nunca mais parou. A fuga de cérebros é já uma característica do interior como se fosse condição. No interior há outro ritmo, outro estilo de vida, mas também há vida. Os que ficaram continuam a lutar, os que ficaram ainda acreditam que há caminho para avançar e este é o tempo. Os que ficaram pagam as mesmas taxas tributárias, mas não têm a mesma oferta de especialidades de saúde, as mesmas escolhas culturais e têm o esforço acrescido de pagar o que já foi pago, na ilusão de sermos menos interior. Continuamos interior e continuamos a acreditar que por aqui pode passar um futuro melhor. Não somos o fim de Portugal que tem o mar longe e a Espanha perto, somos o início de um território de oportunidades que não merece ser esquecido pelo governo central e onde investir pode ter retorno. Para avançar precisamos de estancar o despovoamento e criar atractivos para que novos povoadores aqui encontrem as condições ideais para viver com as suas famílias. Para avançar é preciso dar o devido investimento à educação e diminuir as assimetrias tão visíveis entre interior e litoral. Para avançar é preciso voltarmos a ser cidadãos votantes e conscientes.

Áreas de intervenção preferenciais
Cultura, urbanismo, coesão territorial, educação, igualdade.

Como pensa interagir com os eleitores?
As redes sociais são indispensáveis embora o contacto directo seja mais eficaz e permita a troca de ideias de modo mais amigável .

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Castelo Branco

No Facebook: https://www.facebook.com/ana.bogalheiro
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de Ana Luí­s Bogalheiro