Untitled

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Maria Leonor Caldeira Farinha

Data de nascimento:
4/4/1961

Naturalidade:
Lisboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Nasci, trabalho e vivo em Lisboa, sou casada e mãe de um jovem de 15 anos. Não tive atividade política partidária até à formação do Livre de que sou Membro Fundador tendo participado na maior parte dos encontros e nos congressos realizados. Participei activamente na campanha de Maria de Lourdes Pintassilgo à Presidência da República. O projecto dessa candidatura, que mobilizou milhares de pessoas em todo o país, permitiu acreditar que era possível uma outra forma de fazer politica participativa e aberta aos cidadãos. Nos anos de 1985/6 integrei um dos primeiros grupos de jovens que no âmbito do GRAAL, tiveram uma formação no quadro europeu, nomeadamente através de um curso tido em Lisboa,e de um estágio em França. Nessa altura os meus horizontes alargaram-se ao projecto de construção europeia em que a minha geração se empenhou decidamente. Em 1990, outro desafio: concorri para um lugar na Educação em Macau, onde residi durante três anos. Nesses três anos tive a experiência de viver longe de Portugal, e conhecer o Oriente. Sou Professora da Educação Especial , tendo tido formação de base em Educação de Infância, complementada pelos Estudos Superiores em Formação Pessoal e Social na ESE de Lisboa e pelo Mestrado em Psicologia na área da Multideficiência pela Universidade do Porto.

Apresentação da candidatura
A minha candidatura prende-se com as seguintes razões: Tem o LIVRE/TEMPO DE AVANÇAR defendido a participação ativa dos cidadãos na politica, nomeadamente as mulheres, através da inclusão da regra da paridade nas listas. Assim torna-se consequente assumir esse objetivo, pelo que não poderia deixar de participar. Essa participação visa lutar por uma politica inclusiva em que a vida quotidiana e familiar não seja incompatível com o exercicio das actividades civicas e do campo da representação politica. Julgo relevante ligar a dimensão emocional e cultural que a linhagem matrilinear transmite por via feminina, com a representação social da autoridade e exercicio do poder que tem sido atribuído ao sexo masculino. A paridade pode ser assim no meu entendimento um importante instrumento para equilibrar esses dois domínios, o das decisões e escolhas nos aspectos da vida quotidiana e dos aspectos macro-económicos, juridicos e politicos.

Áreas de intervenção preferenciais
Educação, Cultura, Igualdade de direitos, Inclusão social.

Como pensa interagir com os eleitores?
Escutar as pessoas, promover o diálogo, colocando na agenda as problemáticas da vida quotidiana. Criar canais abertos de comunicação entre os eleitores e os seus representantes.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Lisboa
Círculo do Porto
Círculo de Fora da Europa

No Facebook:
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de: Leonor Caldeira