Ana Prata - Copy

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Ana Maria Correia Rodrigues Prata

Data de nascimento:
10/9/1949

Naturalidade:
Lisboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Iniciei a minha intervenção política nas Associações de Estudantes (Pró-Associação dos Liceus e Associação de Estudantes da FDUL). Fui fundadora do Fórum Justiça e Liberdades, associação de defesa dos direitos cívicos. Intervim politicamente, sem filiação, nos momentos em que houve oportunidade de o fazer, antes do 25 de Abril. Desde então, sempre sem filiação partidária, participei na defesa de causas, das quais destaco os dois referendos da despenalização do aborto (no Porto e em Lisboa). Sou docente de Direito há 40 anos, tendo passado a professora em 1999, depois de ter sido reprovada na prova de doutoramento em 1994 por uma maioria de membros do júri de extrema-direita. Sei alguma coisa de Direito, como é evidente. Por isso, conheço bem alguns dos temas políticos na sua vertente jurídica. Tenho, por experiência, facilidade de falar em público, seja qual for a dimensão do auditório.

Apresentação da candidatura
Candidato-me por duas essenciais razões: — Considero inaceitável do ponto de vista ético permanecer alheada da intervenção política, mesmo para-partidária, na situação política, económica e social, em que nos encontramos; — Nas organizações partidárias existentes, o “Livre” é aquela em que mais me reconheço do ponto de vista dos princípios e da organização; votei “Livre” nas últimas eleições. Não tenho disponibilidade para intervenção partidária, mas a participação num grupo de cidadãos e numa candidatura cidadã é para mim irrecusável.

Áreas de intervenção preferenciais
Do ponto de vista jurídico em todas as questões que tenham que ver com a defesa do Estado Social, com a recuperação dos direitos dos cidadãos, com a reestruturação da dívida pública (que a torne suportável e compatível com a dignidade das pessoas e com os direitos económicos e sociais constitucionalmente consagrados). Em especial: tutela dos consumidores, combate ao endividamento das pessoas e das pequenas empresas (que sejam viáveis), legislação laboral, prevenção da violência doméstica e sua repressão, protecção das crianças e menores.

Como pensa interagir com os eleitores?
Farei o que for considerado relevante pelo L/TA, seja participação em debates públicos ou televisivos, seja distribuição de material eleitoral, seja o que for, desde que me sinta capaz e eventualmente útil. Pelo meu lado, falarei com as pessoas que conheço para lhes explicar a importância destas eleições e do sentido do seu voto e, sempre que possível (sou do género de não achar nada impossível até cabal demonstração do contrário), para as mobilizar para acções no quadro desta candidatura. Utilizarei, naturalmente, o Facebook para estes propósitos.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo do Porto
Círculo de Lisboa

No Facebook: ana.prata@netcabo.pt
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de Ana Prata