Alexandre Rodrigues

 

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:

Nome completo:
Alexandre Miguel da Conceição Rodrigues

Data de nascimento:
6/27/1981

Naturalidade:
Lisboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Nasci em Lisboa há quase 34 anos. Sou formado em Marketing e em Ciências da Comunicação. Trabalho no sector das telecomunicações como consultor sénior em que dirijo uma equipa e quando o tempo permite ainda sou investigador na área da Comunicação e Cultura com especial enfoque na área dos videojogos. Desde de cedo que me interessei pela politica, mas cedo me distanciei, para nos últimos anos voltar a ser um membro ativo na discussão e debate politico. Gosto imenso pela fotografia, literatura e musica.

Apresentação da candidatura
Desde muito cedo me interessei pela política, pela luta em melhorar a vida das pessoas e das nossas comunidades, e no Tempo de Avançar encontrei o lugar para apresentar a minha candidatura para as listas de deputados, sem ser necessário entrar pelos meandros partidários dos típicos partidos que fazem parte da Assembleia da república. Candidato-me para lutar por um País mais justo e mais igualitário. Para derrubar a governação ultra-neoliberal que têm massacrado as pessoas e tem aumentado a desigualdade entre classes. Candidato-me para lutar pelas pessoas que emigraram diariamente em busca das oportunidades que não encontram em Portugal. Candidato-me para lutar pelos mais desfavorecidos, pela melhoria da proteção social e por mais e melhor educação. Candidato-me para lutar por uma Europa mais inclusiva, mais defensora das liberdades democráticas e potenciadora da democracia participativa. Candidato-me porque é necessária uma mobilização cidadã contra o regime ultra-neoliberal que se instalou em Portugal e na Europa.

Áreas de intervenção preferenciais
Modernização da administração pública Política cultural Política de transportes Cidadania e democracia

Como pensa interagir com os eleitores?
As tecnologias de informação devem ser o principal instrumento de comunicação entre os eleitos e os eleitores. Estas devem permitir uma aproximação entre ambos, a partilha constante de informação importante sobre as decisões que são tomadas, e apresentação de trabalho efetuado pelos eleitos. Um bom exemplo de fomentar a participação dos eleitos é a abertura de fóruns participativos para fomentar a inclusão e a participação cívica. Visto que o mundo não se finda no digital, a aproximação tradicional deve ser mantida, através do contacto constante com as populações no contacto direto com as dificuldades das pessoas. Juntando os dois mundos é importante dar voz às pessoas, ouvir as suas críticas e propostas!

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Setúbal
Círculo de Évora
Círculo de Lisboa

No Facebook: https://www.facebook.com/almrodrigues
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de Alexandre Rodrigues