Carlos Roque Gomes

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Carlos Sérgio Roque Gomes

Data de nascimento:
3/30/1983

Naturalidade:
Porto

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Europeu, português, tripeiro que viveu sempre no Porto. Licenciei-me em Direito na Faculdade de Direito da Universidade do Porto e exerço advocacia desde 2006. No âmbito da minha actividade profissional contacto frequentemente de perto com os efeitos da crise: o desemprego galopante, a pobreza, penhoras de imóveis e salários, litígios laborais, dificuldades de cobrança de dívidas. Pese embora nunca ter tido uma actividade partidária e política, a sua discussão e combate de diferentes pontos de vista sempre esteve presente no meu quotidiano. Em 2013, participei na conferência “Youth in Crisis”, no Parlamento Europeu, onde tive contacto em primeira mão com o funcionamento das instituições europeias e, principalmente, com as aspirações, problemas e desafios da juventude europeia.

Apresentação da candidatura
Em contexto de crise profunda como o actual surge a tentação de ceder ao cinismo, de considerar que, por muito que se tente, nada muda, nada pode mudar. Ao mesmo tempo, a insistente propaganda de que não há alternativa reforça este sentimento. E, com isso, surge a vontade de fecharmos sobre nós mesmos, ao círculo mais próximo, lidar com o nosso pequeno mundo e esquecer a res publica, de sucumbir – tal como escreveu Havel – a “uma profana banalização da humanidade inerente, e ao utilitarismo (…) de fundir com a multidão anónima e fluir confortavelmente junto com ela descendo o rio de pseudo-vida”. Por isso, neste momento, e mais do que nunca, é importante tentar dar o meu pequeno contributo, fazer algo que possa melhorar, mesmo um pouco que seja, a vida dos meus concidadãos, com a consciência plena de que não há soluções milagrosas. Portugal e a União Europeia vivem numa situação limite, para muitos uma causa perdida, mas como diria Jimmy Stewart “as causas perdidas são as únicas que merecem a pena lutar”.

Áreas de intervenção preferenciais
Nos últimos tempos tem-se assistido quase diariamente, em nome do combate à crise ou à insegurança, a um ataque cerrado quer aos direitos, liberdades e garantias quer aos direitos sociais económicos e culturais, o que resultou num país menos livre, receoso, mais desigual, menos coeso. Deste modo, a minha área principal de intervenção incindirá na defesa intransigente dos direitos, da dignidade humana, da liberdade nas suas múltiplas manifestações.

Como pensa interagir com os eleitores?
Como deputado, serei o representante dos eleitores, pelo que terei não só a obrigação de lhes dar a conhecer o que se passa no Parlamento como também ouvir as suas preocupações. Tal será realizado com recurso às redes sociais, email e através de sessões presenciais de esclarecimento e debates.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo do Porto

No Facebook:
No Twitter:
Site pessoal ou blog: http://365forte.blogs.sapo.pt

Proponentes de Carlos Roque Gomes