Margarida Vaz

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Margarida Maria Fidalgo da Costa Vaz

Data de nascimento:
10/28/1953

Naturalidade:
Alpiarça

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Resido na Covilhã há mais de 60 anos, embora seja natural de Alpiarça, distrito de Santarém. Sou doutorada em Economia e fui professora no Departamento de Gestão e Economia da Universidade da Beira Interior por mais de 20 anos, tendo anteriormente estado ligada à indústria seguradora. Fui professora convidada na UNICV-Universidade de Cabo Verde e colaborei pontualmente com as Faculdades de Economia da Univ. do Algarve e da Univ. do Porto, com a Univ. de Aveiro, com os Institutos Politécnicos da Guarda, Castelo Branco e Leiria, com o Instituto Superior Técnico Militar em Luanda, com a Universidade Stefan del Mare, na Roménia e ainda com a Universidade de Cergy-Pontoise em França. Tenho 61 anos de idade e estou aposentada desde Setembro de 2014. Costumo dizer que presentemente faço o que quero e o que gosto pois a minha liberdade de acção permite-me estar envolvida em vários projectos que verdadeiramente me motivam. A colaboração com o Núcleo Distrital da Guarda (de que sou Vice-Coordenadora) do EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza é disso exemplo, tal como o meu envolvimento no Movimento de Cidadãos do Livre/Tempo de Avançar. Movimento este com o qual me identifico plenamente pois nos possibilita, enquanto cidadãos, tomarmos nas nossas mãos a responsabilidade da construção do nosso futuro colectivo.

Apresentação da candidatura
Considero que, perante a decadente e degradante situação socioeconómica e política a nível nacional (e também ao nível europeu) está mais do que na hora de cada um de nós assumir a responsabilidade de contribuir para um verdadeiro Portugal democrático. Ou seja, de participar activamente na construção de um Estado de Direito e de Justiça Social que envolva, dignifique e valorize as pessoas em vez de as subalternizar e as subjugar aos ditames e interesses dos (anónimos) mercados e dos poderes (económicos, financeiros e políticos) instalados. É mais do que tempo de resgatarmos o “cheque em branco” que usualmente passamos aos governantes no dia das eleições e de participar activamente na construção do presente e do futuro que colectivamente desejamos. De uma vez por todas tomemos consciência de que a política não é só para políticos pois diz respeito a nós todos, estando por isso nas nossas mãos o que queremos fazer do nosso futuro enquanto povo. É com este espírito participativo e construtivo que me candidato às primárias pelo círculo distrital de Castelo Branco. As questões ligadas aos desequilíbrios regionais e à desertificação das zonas do interior do país sempre fizeram parte dos meus interesses pessoais e profissionais e reflectem-se nos vários projectos de investigação em que estive e continuo envolvida, bem como nas várias prestações de serviço e colaboração, a diversos níveis, com associações de desenvolvimento local e autarquias da região. Defendo que só um desenvolvimento equilibrado e sustentado contribuirá para um futuro melhor para todos.

Áreas de intervenção preferenciais
Os meus interesses de investigação estiveram e estão ligados à economia do turismo e sua relação com o desenvolvimento regional e local e estive (ainda estou) envolvida em vários projectos de investigação relativos àquelas temáticas, tendo também colaborado com várias associações de desenvolvimento e autarquias da região, tal como referi anteriormente. Tirando partido do conhecimento e experiência adquiridos ao longo do tempo considero poder identificar estas áreas (turismo, desenvolvimento regional e local) como preferenciais.

Como pensa interagir com os eleitores?
Tirando partido das tecnologias e meios existentes, bem como através da promoção regular de eventos (reuniões, palestras, debates, etc) que permitam o envolvimento e participação dos eleitores e interacção com eles. A preocupação será sempre a de criar condições de proximidade de modo a integrá-los, a montante e a jusante, na identificação de problemas e soluções e nas decisões a tomar.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Castelo Branco

No Facebook: https://www.facebook.com/margarida.vaz.372
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de: Margarida Vaz