Daniel Malafaia

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Daniel Filipe Simões Malafaia

Data de nascimento:
11/23/1989

Naturalidade:
Aveiro

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

O meu nome é Daniel Malafaia, sou natural de Aveiro, onde resido actualmente. Formei-me em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações e sou investigador na Universidade de Aveiro. Com o agravar das condições económicas e sociais no país, comecei a aperceber-me das falhas e fraquezas do atual sistema político. Se estas fossem corrigidas, permitiriam uma resposta mais eficaz, justa e flexível às dificuldades que afetam o país. Sendo assim, encontrei na candidatura cidadã Livre/Tempo de Avançar um meio de poder intervir ativamente na política governativa atual, lutando por um futuro mais democrático, mais justo e mais participativo. Acredito que apenas focando a nossa visão nestes valores, podemos criar um sistema governamental que realmente se preocupa com quem deveria servir, a população.

Apresentação da candidatura
Acredito que é possível melhorar o sistema democrático de maneira a permitir a existência de uma simbiose entre os cidadãos e o seu país. Chegamos hoje a uma altura na nossa história que nos permite dar um poder mais ativo de intervenção, participação e votação a todos os eleitores. A ideia de democracia não deve estar apenas limitada ao parlamento, onde os cidadãos intervêm de quatro em quatro anos. Graças a uma rede de comunicação global é possível hoje em dia ter um debate com um elevado número de pessoas que de outra forma não seria possível. Permite também criar, de forma muito mais frequente, referendos, sem necessidade de organizar localizações específicas por todo o país. Basta que esta votação seja feita pela internet e o método de identificação, seja por exemplo, o cartão de cidadão. Estas capacidades tecnológicas também podem ser usadas pela população para se organizar e estabelecer intervenções de forma independente ou com ajuda dos órgãos de poder local. Incentivando a população a liderar mudanças e intervenções que possam beneficiar toda a comunidade e usar até, se for aprovado pelos órgãos locais, recursos municipais. Deve-se criar também condições que permitem à população fazer parte de um sistema de freios e contrapesos que permitem orientar o governo em funções para, por um lado, este não fugir das promessas eleitorais, e por outro, faze-lo seguir as orientações políticas fornecidas pelos cidadãos. Sendo assim deve-se, progressivamente, dar à população o poder de iniciar um voto de veto e por maioria, vetar medidas tomadas pelo governo que vão contra o interesse do país. É desejável também que seja dado a todos os eleitores, um modo de participar na criação de novas políticas, ou planos de ação, de forma conjunta. Num sistema em que todos são possíveis colaboradores e revisores, permitindo um processamento colaborativo que aproveita todas as capacidades e competências dos cidadãos para o bem coletivo.

Áreas de intervenção preferenciais
1) Democracia Participativa 2) Cidadania Ativa 3) Transparência

Como pensa interagir com os eleitores?
Com a criação de um sistema online, sem nunca descurar o contato direto, que permita partilhar informação relativa à tomada de decisões. Este sistema terá um espaço aberto, permitindo também a qualquer eleitor avaliar e discutir as deliberações tomadas. Além disso, será possivel a qualquer cidadão propor, colaborar e votar em novas propostas que queiram ver levadas ao parlamento.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Aveiro

No Facebook:
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de Daniel Malafaia