PL

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Pedro Miguel Pontes Lopes

Data de nascimento:
6/30/1983

Naturalidade:
Lisboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Nascido em Lisboa, cedo fui para Vila Real, onde vivi até atingir a maioridade – tempo suficiente para me assumir como um verdadeiro e orgulhoso transmontano, apesar de também (e talvez contra a corrente local) orgulhosamente de esquerda. Licenciei-me em Direito, tendo posteriormente procurado desenvolver conhecimentos e competências na vertente laboral. Trabalho, atualmente, numa estrutura sindical, afeta à UGT, onde me dedico ativamente à prevenção e resolução pré-contenciosa de conflitos laborais, acompanho a negociação coletiva e colaboro na análise de diplomas legislativos. O Livre e a Candidatura Cidadã Livre/Tempo de Avançar são as minhas primeiras experiências políticas. Quase posso dizer que fui moralmente obrigado a abraçar estes projetos, pela refrescante inovação que trouxeram, num panorama político a cuja assustadora evolução eu já não conseguia estar indiferente.

Apresentação da candidatura
No Portugal moderno, as pessoas ganharam epíteto injusto e redutor de contribuintes, que aborda apenas a vertente relevante para a fação que os lidera. Tudo em nome de fracionar a sua relevância enquanto membros de um Estado que os põe de lado em benefício dos mais variados interesses. Está na hora de ver as pessoas no seu todo, na sua verdadeira dimensão, como cidadãos, independentemente da sua origem, ou do seu papel na vida social. Num universo laboral em que o trabalho está cada vez mais dividido entre prestadores de serviços, eternos estagiários, trabalhadores a termo e até mesmo os apelidados colaboradores, é necessário criar estabilidade e permitir às pessoas viver com dignidade pelo que fazem, pelo que sabem e podem fazer. Junto-me a este projecto, consciente de que temos que trabalhar todos juntos, enquanto cidadãos, para travar a austeridade, a precariedade e a injustiça. Vamos desafiar o carreirismo político e devolver aos cidadãos a democracia. O meu papel será o de contribuir com o que sei, com o que pretendo vir a aprender e com toda a minha convicção, no sentido de construir um Portugal com uma sociedade mais justa e igualitária. Pretendo candidatar-me pelo circulo de Vila Real, círculo de Passos Coelho, pelo que o esforço tem que ser redobrado. A população tem que saber que existe não apenas no país, mas também na sua terra, quem defenda que as pessoas não são meios, ou contingências, mas o fim de todas as políticas e o objetivo máximo de todas as medidas. Os cidadãos vão perceber que os políticos não são todos iguais, porque nesta candidatura também elas podem fazer parte da mudança e da governação.

Áreas de intervenção preferenciais
Direito do Trabalho e Relações Laborais; Assuntos constitucionais, Direitos, Liberdades e garantias.

Como pensa interagir com os eleitores?
Enquanto deputado, estarei disponível para ler e ouvir as preocupações que me forem encaminhadas. Proponho-me, igualmente, escrever regularmente acerca das matérias que acompanho e a perspetiva que assumo perante elas. No entanto, considero fundamental a existência de um canal constante e direto (sem filtros) de comunicação parlamentar com os cidadãos, seja através da organização de debates, reuniões, enfim, conversas com as pessoas, para acabar com a ideia de que ocupar um cargo num órgão de soberania é passar para um outro plano social.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Vila Real

No Facebook:
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de: Pedro Lopes