Joao-Nuno-Esteves

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
João Nuno Simão Esteves

Data de nascimento:
5/27/1964

Naturalidade:
Lisboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Nasci há quase 51 anos em Lisboa. Sou encenador de teatro e director artístico do grupo Casa dos Afectos Associação de Intervenção Cultural, um projecto de cariz itinerante, que ao longo dos últimos 16 anos me vem dando a possibilidade de conhecer a fundo a realidade cultural e social de todo o país. Tenho uma Licenciatura em Estudos Artísticos – Artes do Espectáculo, pela Faculdade de Letras de Lisboa. Sou, neste momento, mestrando de Estudos de Teatro, na mesma Faculdade. Tinha praticamente dez anos no 25 de Abril. Mas toda a vivência do período revolucionário e pós-revolucionário e a paixão com que todo esse período, ainda tão presente na memória, foi vivido, fizeram despertar em mim, muito cedo, uma consciência política fundada em valores que ainda hoje mantenho, claro que muito mais amadurecidos. Apesar de envolvido, à época, nalguns movimentos estudantis mais ou menos efémeros, não tenho tido ao longo da vida adulta uma intervenção política envolvida com a acção directa. Tenho, sobretudo, reservado essa intervenção para a minha actividade profissional enquanto “construtor de espectáculos”. Resolvi, agora, passar à acção directa como consequência da observação e experienciação do estado do mundo e do meu país e da revolta que em mim, esse estado, despoleta. Estou convicto que tenho muito de mim para dar na construção de um mundo que todos queremos mais solidário e mais livre.

Apresentação da candidatura
Convicção, Dedicação, Pensamento e Acção. São estes os quatro conceitos que me levam a apresentar a candidatar às primárias do LIVRE/TEMPO de AVANÇAR. Convicção, porque vou consolidar o meu trabalho, enquanto deputado, a partir dos princípios e valores que têm norteado a minha vida: Liberdade, Democracia, Solidariedade, Justiça social, Cidadania e Cooperação. Nestes tempos que são de crise de valores, urge restaurar esta democracia refém de interesses alheios ao acto de cidadania. Vou ser, pois, um acérrimo defensor da dignidade parlamentar, sendo uma ferramenta qualificada dos eleitores no processo de reconstrução do edifício político e legislativo inerente à causa cidadã. Dedicação, porque podem contar com o meu tempo, esforço, dedicação na defesa intransigente dos valores da Democracia. Contem com o melhor de mim e com a minha inquebrantável vontade. Pensamento, porque é fundamental reflectir de modo criativo, individual e sobretudo colectivamente, sobre que país queremos construir. E esse é um desígnio sem pausas, constante. Pensar de que modo obstar a uma austeridade asfixiante, às leis liberalizantes do trabalho que conduzem a mais desemprego, ao endividamento público e privado. Pensar como manter o Serviço Nacional de Saúde e a escola pública funcionais. Pensar de que modo travar a destruição da Cultura, com tudo o que isso significa de perda de identidade e de coesão social. Pensar o modo de recolocar a Política no epicentro da acção governativa, legislativa, social e, consequentemente, cultural. Acção, porque não basta ter um discurso novo e diferente. É, sobretudo, necessário consolidar esse mesmo discurso através da acção Política. Isso mesmo farei no parlamento, através do debate, da proposta, da consulta aos eleitores, sempre com espírito crítico e construtivo, agindo sempre dentro da Lealdade devida ao grupo parlamentar do LIVRE/TEMPO de AVANÇAR, aos cidadãos e à constituição, mas sem nunca perder a liberdade de intervenção que a consciência me dita.

Áreas de intervenção preferenciais
Estou convicto de que um deputado deve estar preparado, através do estudo aturado e aprofundado dos assuntos, para poder responder dignamente a qualquer área de intervenção, o segredo está no trabalho. De qualquer modo, todos temos as nossas áreas preferenciais e que dominamos com mais à-vontade. As minhas são: Cultura e política cultural, arte, educação, ensino superior, ciência e investigação.

Como pensa interagir com os eleitores?
Privilegio, acima de tudo, o contacto directo com os eleitores. Seja cara a cara, seja através da promoção de debates e sessões de esclarecimento acerca dos trabalhos parlamentares, ou de assuntos prementes da política e da sociedade. Mas nos tempos que correm não podemos ignorar a força que as ferramentas tecnológicas nos proporcionam. Pretendo, por isso, manter um canal online, sempre aberto, onde os cidadãos poderão expor as suas preocupações e apresentar as suas propostas a mim próprio e à minha equipe de trabalho, canal esse onde será sempre dada uma resposta ao eleitor. Isto para além dos usuais canais das redes sociais.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Lisboa
Círculo de Bragança
Círculo de Santarém

No Facebook: https://www.facebook.com/JoaoNunoEsteves
No Twitter:
Site pessoal ou blog:

Proponentes de João Nuno Esteves