JOAQUIM PAULO NOGUEIRA

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:

Joaquim Paulo Figueira Nogueira Rodrigues

Data de nascimento:
5/21/1962

Naturalidade:
Lisboa

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Nós. Ao longo da minha vida, que começou por uma adesão incondicional pelas palavras, sejam escritas ou proferidas, sejam as dos outros ou as que fui chamando minhas, há apenas uma, e tudo o que ela abre e revela em mim, que tem uma força mágica: Nós. Nós de nós, comunidade, nós, de nós cegos, entrelaçados. De todas as outras palavras me faço cepticismo, dúvida, descarne. O teatro, a comunicação, o jornalismo, a escrita para teatro, a poesia, o stand up, o ensino, a animação comunitária, seja em bairros, em associações ou num dos mais históricos teatros da capital, são os “lugares-onde” . Poupo-vos o rol. Seria mais uma forma, e a que me é mais violenta, de não saberem quem sou. Nasci em 1962. Por alguma razão que não sei esclarecer sempre me interessei de uma forma exagerada pelo mundo-mundo. Vivi os primeiros nove anos numa vila perto de Lisboa, Mafra, cuja praça assistia regularmente a paradas militares de tropas que juravam bandeira antes de partirem para África. Em Abril de 74 eu estava quase a fazer doze anos e tive o privilégio de viver uma ludoteca da política. Acho que daí até fazer dezanove anos (e ter entrado num curso de teatro na Comuna) não se passou nada na minha vida. E politicamente, para além desse imenso acto político que é respirar e tentar fazê-lo melhor, reencontrei-me a partir da minha participação no Que se Lixe a Troika. Não estaria aqui sem essa inscrição. Inscrição, outra palavra para o meu esconso dicionário político.

Apresentação da candidatura
Há uma primeira evidência política que construí nestes últimos anos: o resgate foi um sequestro político brutal da nossa vida em democracia. Um sequestro de contornos glocais. Inspirado num neoliberalismo radical, executado localmente por representantes políticos eleitos, “cavalos de tróia” para este embuste. Segunda evidência política deste terramoto político: as instituições europeias – de uma Europa que começou por ser uma projecção política visionária que expandia o modelo da solidariedade, seja ela política, económica, cultural – acabaram por ter um papel decisivo na expansão deste sequestro. A União Europeia foi também o espaço político onde por estarmos juntos, ficámos mais vulneráveis a este ataque. Terceira evidência política adquirida: sempre que a Europa se centra obsessivamente em si mesma perde a capacidade de sedução do seu projecto, deixa de ser algo pelo qual seja interessante lutar, fica exposta à mediocridade e ao populismo politico. Quarta evidência política: por mais voluntarismo e boa vontade, o status quo político que estava antes do sequestro, é incapaz de formular sozinho as condições políticas da sua superação. Não só lhe falta agilidade para reconhecer a sua responsabilidade política nele como é assente em equilíbrios ideológicos incapazes de perceber as novas realidades criadas. Quinta e última evidência deste breviário político: paralelamente tem surgido um movimento de cidadania de múltiplas entradas e que tanto passa pela contestação nas ruas como pela criação de modos de vida e dinâmicas culturais e políticas que acabam por se constituir como alternativas. Este movimento, porque pulverizado, porque promovendo novas formas de participação, não têm fácil expressão política e escapa ao discurso auto complacente das democracias muito cheias de si próprias. Pensar e agir sobre isto fazendo da nossa vida a expressão política desse gesto, é urgente.

Áreas de intervenção preferenciais
Artes, Cultura, Educação, Media, Sociedade,

Como pensa interagir com os eleitores?
Vejo-o como um estado de proximidade mesmo se feito através da escrita (blogue, facebook, entre outros meios de comunicação social). E em contactos directos, organizando debates, encontros, reuniões. Feiras acho que não.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Lisboa
Círculo de Setúbal
Círculo de Braga.

No Facebook: https://www.facebook.com/pages/Joaquim-Paulo-Nogueira/678130818929691?ref=hl
No Twitter:
Site pessoal ou blog: www.respiraromesmoar.blogspot.com

Proponentes de Joaquim Paulo Nogueira