Pedro Vieira

Partilhe esta candidatura nas redes sociais

Nome completo:
Pedro Vasco Pereira Vieira

Data de nascimento:
8/11/1975

Naturalidade:
São Sebastião da Pedreira

Nacionalidade:
Portuguesa

Apresentação pessoal

Chamo-me Pedro Vieira, sou natural de Lisboa e tenho 39 anos. Sou apoiante do LIVRE desde a primeira hora, desde a época do Manifesto para uma Esquerda Livre, embora não seja militante. Aliás, nunca fui militante de nenhum partido embora sempre o tenha tomado. Fui dirigente associativo nos tempos de estudante, sócio da Sociedade Dramática de Carnide, voluntário da Solidariedade Imigrante. Sou sócio da Galeria Zé dos Bois e fui candidato independente a uma junta de freguesia de Lisboa pela CDU em 2005. Trabalhei como técnico do pelouro da Juventude da Câmara Municipal de Lisboa e como designer gráfico do Centro Cultural Olga Cadaval. Fui livreiro e recepcionista, empregado de escritório e desempregado. Hoje trabalho como consultor na área editorial, como guionista na televisão por cabo, como ilustrador na imprensa e similares e como escritor renitente. A razão pela qual apresento esta candidatura às primárias do LIVRE/Tempo de Avançar também tem a ver com o mercado laboral – chegou a altura de trabalhar a sério como cidadão.

Apresentação da candidatura
Apresento a minha candidatura às primárias do LIVRE/Tempo de Avançar por achar que chegou a hora de tomarmos o nosso destino nas nossas mãos. Também por entender que a esquerda portuguesa tem vivido em registo de nó cego que importa desatar. Enquanto a esquerda cava diferenças e foge ao compromisso, a direita governa sem freio e sem pejo. A política não me é coisa estranha embora o seu exercício balizado por estruturas formais o seja. Nesse sentido, e dado o estado de emergência em que vivemos, concluí que não posso adiar mais uma postura cívica empenhada. Depois de quatro anos de engenharia social executada sem piedade com pelo menos o beneplácito de todo o “arco da governação” chegou a altura de agir, de pensar, de propor. O milagre económico insiste em não se deixar revelar e as gerações nas quais se investiu o melhor dos nossos recursos só compram bilhetes de ida. Há que renegociar a dívida. Há que promover de forma sólida a criação cultural sem os sofismas da produtividade. Há que encontrar mecanismos que penalizem as empresas e os serviços do estado que promovam a precariedade laboral. Há que incentivar as políticas de promoção do transporte público. E promover o acesso do cidadão comum à Justiça. E voltar a tornar digno aquilo que é público. E negociar, de forma a que a coligação em vigor vá tratar das suas feridas de amor-ódio bem longe do palácio de São Bento. É tempo de avançar. E de participar.

Áreas de intervenção preferenciais
Cultura, Audiovisual, Comunicação, Poder local.

Como pensa interagir com os eleitores?
Através de várias plataformas – do digital à carne e osso. Além de disponibilizar meios electrónicos directos que hoje em dia são essenciais à comunicação, a minha intenção é salvaguardar um espaço de encontro semanal com os eleitores, de modo a que possam pedir contas. E dizer de sua justiça junto de quem elegeram. Mais. Por sistema, promover visitas in loco às estruturais sociais, culturais, económicas que façam parte do círculo eleitoral pelo qual me candidato.

Círculos pelos quais concorre:
Círculo de Lisboa

No Facebook: https://www.facebook.com/pedro.vieira.564
No Twitter: https://twitter.com/irmaolucia
Site pessoal ou blog: irmaolucia.blogs.sapo.pt

Proponentes de: Pedro Vieira