Alda Ferro

Área programática: Justiça, Estado e Administração Pública
Clarificação e simplificação dos processos judiciais
Clarificar os códigos. Torná-los pragmáticos, com leis claras e definidas impossíveis de leituras várias que só beneficiam quem tem dinheiro para advogados que exploram o fraseado e sentido dúbio de muito do que se legisla. Acabar com a consultoria a gabinetes que dão pareçeres relativos às leis que eles próprios escrevem de forma confusa e dúbia exatamente porque é esse o seu interesse. Tornar a justiça célere, acessível e equalitária para todos os indivíduos através da redução de trâmites e da sua simplificação.

Área programática: Política económica e coesão territorial
Número de serviços e dispersão geográfica
Encerrar todos os serviços, observatórios, fundações e outros mais que apenas servem para dar emprego aos boys dos diversos partidos que já foram ou são governo. Verificar a necessidade efetiva dos serviços e racionalizá-los. Apostar em quadros formados e bem remunerados apostando na eficiência e no mérito. Promover a racionalização a todos os níveis. Reorganizar o espaço regional tendo em conta o nível populacional sem deixar de olhar para as questões de identidade Área programática: Cultural.

Área programática: Trabalho, proteção e segurança social
Apoios sociais
Criar um rendimento mínimo para todos os cidadãos de modo a que todos possam subsistir com um mínimo de dignidade. Plafonar as reformas a um limite mínimo e máximo. Garantir que quem mais ganha mais contribui, criando assim um sistema de justiça remuneracional. Uniformizar o sistema contributivo e assistencial, acabando ou integrando todos os cidadãos num único sistema de apoio social e de saúde. Acabar com todas as subvenções vitalícias, reformas antecipadas e outras benesses que a classe política aplicou a si própria nos últimos 40 anos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *