Teresa Leitao

Área programática: Política económica e coesão territorial
a dívida à Troika e o serviço da dívida
a dívida não é legítima, assim como a Troika não tem bases democráticas. o novo governo português deve proceder a uma auditoria da dívida e no quadro europeu exigir a sua renegociação, assim como somar-se no Conselho Europeu aos governos que pedem um Bretton Woods europeu medidas propostas para aliviar as dívidas privadas reforma fiscal, para uma fiscalidade mais justa e combate à evasão e optimização fiscal -medidas para evitar o despovoamento das zonas mais remotas

Área programática: Justiça, Estado e Administração Pública
cumplicidade entre poderes públicos, do local ao nacional, e as esferas do poder económico, e ausência de responsabilização dos representantes eleitos
uma justiça independente activação dos meios existentes mas não postos em prática para que os cidadãos chamem à pedra os seus representantes, tipo Iniciativa Cidadã com carácter vinculativo para os últimos severidade acrescida para crimes de carácter económico/financeiro campanhas de debate público sobre os temas que mais inquietam as pessoas, como: dívida(s), saúde, educação, justiça, etc

Área programática: Políticas redistributivas
saúde e educação a duas velocidades, custo crescente do ensino, sobretudo superior
-cobertura territorial dos centros de saúde – medida inspirada na Bolsa Família do Brasil, para apoiar as famílias mais desfavorecidas a dar boa educação aos filhos, sem distinção de poder económico e localização no país -reposição do nível das pensões -carta do sénior proposta pelo Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *