Luís Filipe Tavares Marcelino Figueiredo

Área programática: Políticas redistributivas
Rendimento das famílias delapidado
É urgente repor algum aumento do poder de compra das famílias. Só assim aumentará o consumo fortalecendo o tecido empresarial nacional contribuindo para o aumento das receitas do estado. De forma direta através através da redução do desemprego e consequente criação de emprego (mais IRS) e indireto através de maior receita de IVA e IRC. Pode ser conseguido através da redução do IRS nos vencimentos abaixo de 2.000,00. Esta medida deve ser acompanhada por outras que promovam o produto nacional de forma a controlar o aumento das importações.

Área programática: Trabalho, proteção e segurança social
Falsos recibos verdes
Deve-se acabar com os falsos recibos verdes e o Estado, pelos piores motivos deve dar o exemplo. Trabalhadores essenciais, muitos com cerca de 10 anos de trabalho, mantêm falsos recibos verdes.

Área programática: Política económica e coesão territorial
Enorme dependência energética
Dever-se-á reduzir a nossa dependência energética apostando em energias limpas e renováveis (marés, ventos e sol) geradoras de um melhor ambiente, de mais investimento, de mais emprego e de uma mais saudável Balança de transações correntes

Devemo-nos afirmar como um movimento cidadão anti-austeridade, cujo programa foi elaborado pela base e que as decisões são tomadas pelos subscritores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *