Hugo Lourenço

Área programática: Ambiente, agriÁrea programática: Cultura, florestas e mar
Condições dos Bombeiros em Portugal
Não sei como resolver, mas creio que um dos problemas mais importantes que este grupo deveria tratar são as condições dos trabalhadores/voluntários dos bombeiros em Portugal. Tendo em conta a relevância que assumem, creio que estes se deveriam aproximar da atual organização das polícias. Ou seja, serem integrados no Estado, acabando com a noção de Bombeiro ‘Voluntário’. É uma profissão que deve ser valorizada, em nome das florestas e da dignificação destas pessoas.


Qualidade versos eficiência
Há hoje uma certa tendência para valorizarmos o que é eficiente em prol do que tem qualidade. Quanto mais tentarmos automatizar a produção, em vez de a humanizar, menos qualidade teremos. Consequentemente, se procurarmos uma produção que valoriza corte de custos, menos as pessoas receberão e mais procurarão produtos pelo seu preços e não pela sua qualidade. Se há algo que diferencia os humanos da máquina é a sua capacidade para se preocupar com o mundo à sua volta. Por isso, a minha proposta é que, para inverter este ciclo, é preciso criar um enquadramento Área programática: Cultural, psicologico e social – a ser transmitido nas grandes linhas do programa – que leve as pessoas a valorizarem a qualidade e não o mais barato. Este é um ponto difícil de explicar, pelo que vos deixo um documentário sobre o pensamento do filósofo alemão Martin Heidegger. Apesar das suas derivas tardias pelo partido Nazi, importa ficarmos atentos ao que escreveu antes. https://www.youtube.com/watch?v=z9nEhrt5X1I

Área programática: Políticas redistributivas
Estimulo criação de empresas
É preciso criar incentivos para novos projetos, nomeadamente científicos e empresariais, provavelmente através da atribuição de fundos, sendo que uma parte seria perdida e outra parte a serem devolvidos. Há hoje uma geração que está dependente de chefias com menos habilitações que valorizam pouco a adoção de novas práticas. Isto impede o salto qualitativo e de progresso que deveriamos estar a ter, devido a vistas curtas. A adoção deste pacote de investimento permitiria o crescimento da iniciativa dos jovens, que assim criariam o seu emprego e, provavelmente, o de outros.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *